Home    Colunista    Almir Forte    Os Invisíveis

Os Invisíveis

Por Almir Forte

18.05.2017

 

 

 

O mundo no século XXI está superando o passado com algumas novidades que para os brasileiros podem significar o início ou o fim de uma época, podem e servirão para construir e desconstruir vidas, projetos, sonhos e perpetuar as fantasias de alguns personagens que certamente entrarão para história moderna pela porta dos fundos.

 

Os meios de comunicação, jornais, TVs e rádios que no século passado levou a todos os cantos do planeta as informações e os acontecimentos mundiais, como as descobertas científicas, as guerras, os tratados de paz, os grandes espetáculos artísticos, culturais e futebolísticos, atualmente vem perdendo parte de sua influência, pois a internet possibilitou o surgimento das mídias sociais, dos blogs independentes e jornais online com informações em tempo real.

 

Com isso, é possível assistir, principalmente nos grandes meios de comunicações a popularização ou a destruição de algumas personalidades, especificamente políticas. Existem aqueles que não interessa ao status quo pré estabelecido, esses, serão apontados a todo momento como corruptos, demônios, culpados por todas as mazelas políticas, econômicas e sociais existentes no país.

 

É o caso atualmente, dos ex presidentes Lula e Dilma. Qualquer menção ao seu nome feito por um bandido delator para ter sua pena reduzida, imediatamente ganha as páginas dos jornais e telejornais por várias semanas e vão sendo repercutida por uma parcela significativa das mídias sociais que defendem os mesmos interesses.

 

Enquanto outros, que são os verdadeiros responsáveis pela situação atual, acusados por diversas vezes por corrupção ativa e passiva, por receberem centenas de milhões em propina, por lavagem de dinheiro e caixa dois, como o atual Presidente Michel Temer e seus ministros de Estado Moreira Franco, Eliseu Padilha, Gilberto Kassab Leonardo Picciane, Bruno Araújo, Marcos Pereira, Helder Barbalho, Aloysio Nunes e Roberto Freire.

 

Além, é claro, do Presidente do Senado Eunício de Oliveira, o Presidente da Câmara Rodrigo Maia, os governadores Paulo Hartung e Geraldo Alckmin, os Senadores Ricardo Ferraço, José Serra, Romero Juca, o Ministro do TCU Vital do Rego Filho e muitos outros senadores, deputados e prefeitos aparecem muito discretamente no noticiário apenas uma vez.

 

Em seguida, ficam invisíveis para o grande noticiário e passam a concederem entrevistas como se nada tivesse acontecido, como se não houvesse nenhuma suspeita sobre esses personagens e como se fossem nossa única salvação, enquanto isso, vão aprovado a toque de caixa um pacote de maldades que levará os trabalhadores e trabalhadoras a barbárie e concedem grandes benesses ao capital internacional, aos banqueiros, entregam a Amazônia para manobras do exército norte-americano, massacram o que restou dos povos da floresta (conhecidos como índios) em nome do “desenvolvimento” e a serviço dos grandes grileiros nacionais.

 

E dessa forma, vamos consolidando o retrocesso de uma nação que caminha na contramão do desenvolvimento, liquidando a liberdade, o estado democrático e de direito, rumo ao estado de exceção, onde aqueles que usurparam o poder tem o direito de comprar, corromper, massacrar e prender quem ousar se opor, como se nada pudesse detê-los.

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.