Home    Colunista    Janine Bastos    Vulnerabilidade

Vulnerabilidade

Por Janine Bastos

19.05.2017

 

 

 

Esse texto fala sobre como conseguir conviver com a vulnerabilidade que nos envolve, seja na economia, nas relações, na vida de uma forma em geral.

 

Dizem que ao nascer temos uma ÚNICA certeza, a morte.

 

Que dura essa realidade; Não fosse ela verdadeira e real seria intragável.

É isso mesmo. A única certeza que temos e como toda verdade ela é dura. Porém nos faz encarar a realidade é prosseguir. Não apenas esperando o fim, más nos dando conta da finitude e aprendendo a dar conta dos nossos antônimos.

Somos fortes, inteligentes e produtivos e também igualmente vulneráveis, ignorantes e inúteis.

Em um dia somos donos da razão e detentores de todo conhecimento, no dia seguinte, pode ser que tudo isso tenha caído por terra e o que nos resta é o vazio por nada compreender.

Pulsar nesses extremos é construir a ponte da humanidade que habita em nós, é sair do duro, do concreto e vibrar em muitas questões, emoções e ensinamentos que desconhecemos até o momento de experimentarmos, a a vida nos faz esse convite.

Sofrer pelo sim nos convida a saborear e a ver com novos olhos o que possuímos, zelar, cuidar e nutrir, pois não sabemos o dia em que já não estaremos aqui.

Como corremos muito e nos esquecemos muito fácil das coisas, vez ou outra nos esbarramos com os fins...

Torço para que após passado o susto vivido o luto e a dor, possamos ter forças para vermos no fim novos começos.

Para termos um novo olhar, uma nova forma de lhe dar, de se comunicar e se conectar com o outro, se lembrando que por maior que seja nosso conhecimento ainda assim nada sabemos.

Por maior que seja nossa correria, se faz necessário o descanso, para podermos respirar, contemplar, organizar e acalmar.

E assim compreendermos que passamos tanto tempo construindo nossas vidas que esquecemos que ela acaba e no meio disso mal tivemos tempo para gozar, cuidar, zelar e nutrir, pois não sabemos o dia em que não à teremos mais. Pois ela ...

...A vulnerabilidade é nossa única certeza.

Assim, que tenhamos coragem para viver o lado bom dessa questão que é viver a vida pois a única certeza é que um dia ela chegará ao fim.

 

Janine França Bastos é fisioterapeuta e psicoterapeuta de paixão e formação. Nas horas vagas pratica entre tantos hobby o da escrita, pois assim acredita poder se conectar com o outro e consigo. E na coluna de hoje se despede e homenageia seu amigo de contribuição deste jornal que partiu e nos fez refletir, algo que muito bem ele fazia. Adeus.

 

janinefbastos@gmail.com

 

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.