Home    Colunista    Marilene Depes    Os ciclos se renovam

Os ciclos se renovam

Por Marilene Depes

13.09.2017

 

 

 

Durante a Feira do Mármore e Granito vários helicópteros sobrevoaram a nossa cidade, fato que não é comum. E participei da inauguração de uma empresa do ramo, esta de um requinte extraordinário, e tenho conhecimento de muitas outras com padrão idêntico.  Há algum tempo observo, através dos eventos da cidade, que as famílias tradicionalmente poderosas estão desaparecendo do circuito e outras estão ocupando os espaços de proeminência na sociedade. Pela história do Brasil podemos entender a mudança dos ciclos de poder, não só no setor econômico, como no político – e neste então, vivemos uma fase em que o povo anseia por renovação.

 

O Brasil passou por vários ciclos econômicos desde o período colonial, em que sobressaíram a exploração do pau brasil, da cana de açúcar, da pecuária e da mineração. A industrialização acompanhou a onda mundial e houve expansão com a vinda da família real e a abertura dos portos. A agricultura sempre teve destaque na economia, dos primórdios da história aos dias atuais. Recordo que o café e o leite eram os recursos que sustentavam a nossa família. O café ainda é uma referência nacional, juntamente com a soja, a carne bovina e de aves, entre outras.  O comércio sempre se destacou e teve seu tempo áureo com a vinda dos imigrantes libaneses.

 

Em nossa cidade, até no século passado, a economia girava em torno dos fazendeiros, de grupos do setor de transporte, daprodução cimenteira e pelos comerciantes. Recordo-me que os gerentes dos bancos possuíam cargo de alta proeminência social, assim como os médicos – e estes se mantém através dos tempos.

 

Porém o destaque atual fica por conta do setor de mármore e granito e a Feira representa o diferencial em nossa cidade. Ela consegue movimentar os outros setores, como o hoteleiro, a gastronômico, o transporte e o comércio.A cidade cria vida durante a Feira e muitos contratos temporários acontecem. E a cada ano ela se fortalece e consequentemente a todos que exploram o ramo. E hoje caracteriza a força da economia em nosso município, além de referencia-lo no Brasil e no mundo. E assim os ciclos se renovam.    

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.