Home    Colunista    Wagner Santos    Por uma cultura de paz

Por uma cultura de paz

Por Wagner Santos

11.10.2017

 

 

 

Uma das coisas importantes da não violência é que não busca destruir a pessoa, mas transformá-la

Martin Luther King


O assassinato da médica Milena Gottardi, 38 anos, segundo investigações, a mando do ex-marido, numa trama que envolve ainda o ex-sogro, comoveu a sociedade capixaba. O crime aconteceu em Vitória, em 14 de agosto, quando ela deixava o plantão no Hospital das Clínicas (Hucam).

 

Vinte e um dias depois, em Itapemirim, no litoral sul do estado do Espírito Santo, foi assassinada a gari Claudiana Bom Macota, de 35 anos. Seu corpo foi encontrado na praia da Gamboa, no mesmo município, apenas quatro dias depois de seu desaparecimento. O assassino, confesso, é seu marido.

 

Os dois casos engrossam as estatísticas que fazem do Espírito Santo o quinto estado brasileiro com mais assassinato de mulheres. Acontecimentos que corroboram a importância do movimento lançado neste 10 de outubro, Dia Nacional de Combate à Violência Contra a Mulher, para encarar essa realidade.

 

O caminho encontrado foi a conscientização. O governo fará campanhas publicitárias que incentivam que o assunto seja debatido pelas famílias e instituições para a mobilização da sociedade para dar fim ao que o governador Paulo Hartung chamou – com acerto – de cultura do machismo. É, na definição do secretário de Segurança, André Garcia, o homem se sentir proprietário e a mulher apenas um objeto, algo descartável. 

 

A morte de uma médica e uma gari, uma na capital outra no litoral, com realidades sociais e geográficas completamente distintas demonstra que a violência de gênero não tem limites territoriais, financeiros ou de educação formal. É, realmente, uma questão cultural, do machismo.

 

Os torpes motivos dos assassinatos -  Milena foi morta, a mando do ex-marido, por questões patrimoniais, e o esposo da servidora Claudiana confessou tê-la matado movido por ciúmes – também confirmam que os homens com quem viviam se sentiam donos delas.

 

É preciso dar um basta numa cultura que só mudará quando a sociedade se mobilizar neste sentido. Um passo importante foi dado nesta terça-feira (10), no Espírito Santo. Cabe a cada um assumir sua parcela de responsabilidade para fazer real essa cultura de paz.

 

DESTAQUE. O vereador Rodrigo Sandi protocolou o projeto de Lei, que determina a vigilância privada 24h em instituições financeiras. O objetivo é garantir a segurança dos usuários que utilizam o serviço de caixa eletrônico “Os bancos têm lucros exorbitantes e devem garantir a segurança dos clientes”, diz o parlamentar que na foto posa ao lado de integrantes da UGT e SindiVigilantes, que apoiam a iniciativa

 

Mas, hein?!

Parece haver um flanelinha para cada vaga disponível em frente ao museu Ferroviário Domingos Lage, em Cachoeiro.

 

Sobe

Saneamento

A BRK Ambiental hoje mais uma obra de melhorias no sistema de esgotamento do Centro de Cachoeiro de Itapemirim. Desta vez, os serviços serão realizados na rua Professor Quintiliano. A obra será executada entre 7h00 e 17h 00, de segunda a sexta-feira. A previsão de conclusão está prevista para o dia 17 de novembro.

 

Desce

Contas

O Ministério Público de Contas (MPC) interpôs recursos contestando e pedindo que sejam revistas decisões do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES) relativas às contas das prefeituras de Mimoso do Sul, do exercício de 2013, Piúma, Muqui e Mantenópolis, as três referentes ao exercício de 2014.

 

Vias de FATO

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, anunciou ontem (10) a suspensão por tempo indeterminado da importação de leite do Uruguai.

 

O pedido feito pelo deputado Evair de Melo (PV-ES) durante audiência na Comissão de Agricultura, em agosto, apoiado pela Frente Parlamentar da Agricultura.

 

A medida visa de imediato conter o desequilíbrio de preços na produção nacional e a insegurança dos produtores brasileiros.

 

O Ministério também vai investigar outro ponto levantado por Evair de que parte do leite exportado passa por reprocessamento no Brasil antes de chegar ao consumidor final.

 

Devido ao feriado de amanhã e ao ponto facultativo de sexta-feira, a Prefeitura antecipou em 4 dias a entrega do tíquete-alimentação dos servidores para hoje.

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.