Home    Colunista    Wagner Santos    Imprensa na era digital

Imprensa na era digital

Por Wagner Santos

09.02.2018

 

 

 

A falsidade é susceptível de uma infinidade de combinações; mas a verdade só tem uma maneira de ser.

Jean-Jacques Rousseau

 

Não é novidade que a internet, as novas tecnologias e ferramentas de comunicação têm mudado o mundo. Aliás, a revolução digital criou um mundo novo, virtual, capaz de conectar instantaneamente pessoas separadas por milhares de quilômetros e algumas que, de outra forma, jamais se encontrariam.

 

Vivemos período de transição em que convivem e produzem gerações que nasceram num mundo analógico e outra, que recém completa neste ano a maioridade e não sabe o que é o mundo sem as múltiplas telas e a internet.

 

Na comunicação social, os avanços têm exigido adaptação e criatividade dos veículos tradicionais. O fazer jornalístico se transformou de forma drástica, o que tem comprometido sobremaneira a qualidade do que se produz.

 

Em muitos casos, a pressa por dar a notícia primeiro, em busca por acessos, visualizações, curtidas e compartilhamentos, prejudica a boa apuração. É uma armadilha. que pode levar à ruína a credibilidade daqueles que nela caírem.

 

A pressa das redes sociais é inimiga das informações consistentes e certeiras. É claro, são novos tempos e, neles, o jornalismo precisa ser dinâmico, mas não a ponto de descuidar dos preceitos básicos do bom jornalismo. Sem eles, não haverá nada que diferencie os veículos profissionais da indústria de notícias falsas.

 

Se você é jornalista, deve se preocupar com a credibilidade, em primeiro lugar. Seja no mundo digital ou analógico.

 

Sobe

Guarda

A aula inaugural do curso que permitirá o armamento da Guarda Civil Municipal de Cachoeiro de Itapemirim tem data marcada: será no próximo dia 16, sexta-feira, logo após o feriado do carnaval, no Teatro Municipal Rubem Braga. O evento, com início às 10h, será aberto ao público.

 

Desce

Vargem Alta

É grande a preocupação com o que será do pronto-atendimento de saúde na sede do município de Vargem Alta depois de março, quando se encerra o contrato com o Hospital Infantil Francisco de Assis (Hifa) que administra a unidade atualmente.

 

DESTAQUE. O período de folia também é motivo de alerta na luta contra o Aedes aegypti. Em Cachoeiro, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) divulgou ontem série de dicas (as mesmas de sempre – evitar deixar ao ar livre objetos que acumulem água), para quem vai pular carnaval ou simplesmente viajar durante o feriado.

 

Mas, hein?!

Chuva de ontem, que alagou Jerônimo Monteiro, surpreendeu todo mundo. Não havia previsão da precipitação sobre a região 

 

Vias de FATO

Antes o problema era o cartel. Hoje é a volatilidade do preço dos combustíveis vendidos em Cachoeiro. Diferença chega a R$ 20,00 em tanque de 50 litros.

 

A Prefeitura de Presidente Kennedy oferece toda segunda e quinta-feira das 7h30 às 15h30, a vacinação contra febre amarela no Posto de Saúde da Sede.

 

Todos podem ser vacinados normalmente, exceto bebês de 6 a 9 meses e idosos acima de 60 anos, que precisam de prescrição médica para serem vacinados.

 

A oferta de Exaparina Sódica foi normalizada. O medicamento, anticoagulante, está disponível nas Farmácias Cidadãs do Estado.

 

A gerência de Assistência Farmacêutica informa que o problema no abastecimento ocorreu devido à falta de matéria-prima para a produção do medicamento pelo laboratório

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.