Home      Cidades

Mãe faz apelo para que filha volte

"Minha filha, venha embora, por favor. Onde você estiver, me liga", pede a faxineira Aparecida para a filha Sara, 16, que sumiu com outros dois adolescentes.

06.12.2017

 

 

 

Foto Dayane Hemerly

 

Redação

 

Enquanto aguardava para prestar depoimento à polícia, a faxineira Aparecida Araujo Fonseca, 35 anos, concedeu entrevista à reportagem do Jornal Fato e fez um apelo para que sua filha, a estudante Sara Araujo da Silva, 16, retorne para casa.

 

Sara saiu na manhã de terça-feira (05) dizendo que iria para a escola e desapareceu. Seus dois amigos, Jhonatan Alves Salustre e Elen Marques de Oliveira, ambos com 15 anos, também sumiram em condições semelhantes.

 

 

A senhora acha que os três estão juntos?

 

Tudo indica que sim. Sumiram no mesmo horário, por volta de 6h40, dizendo que iriam para a escola.

 

 

 

Como descobriu o desaparecimento de sua filha?

 

Eu estava trabalhando. Cheguei em casa ao meio dia. Por volta de 12h10 senti sua falta, pois minha filha não costuma passar desse horário. Liguei para minha irmã e pedi para que ligasse para a escola. Ela ligou e disseram que todos os alunos foram liberados. Aí comecei a ficar preocupada.

 

 

A senhora chegou a procurá-la em algum lugar?

 

Sim. Esperei até pouco depois de 16 horas. Aí, me falaram que ela estava em Córrego dos Monos. Fui para lá, rodei por outros locais e nada.

 

 

Ela chegou a comentar alguma coisa de que pretendia fugir?

 

Não. Não percebi nada. Se tivesse percebido alguma coisa tinha feito algo para impedir.

 

 

A senhora sabe dizer o que ela levou?

 

Ela levou o material (escolar), levou a prancha de cabelo, o estojinho de maquiagem.

 

 

Já conversou com as outras mães?

 

Já conversei pelo telefone. Uma fala que sempre tem uma notícia e que agora eles estão querendo sair do país. E a gente está correndo.

 

 

Como estava a relação entre a senhora e sua filha nos últimos dias?

 

De vez em quando eu chamava a atenção dela, pois ela vinha me respondendo. Mas tudo normal, como ocorre entre mãe e filha.

 

 

Gostaria de enviar um recado para ela?

 

Sim. Minha filha, venha embora para casa, por favor. Venha embora, por favor. Onde você estiver, me liga, faz alguma coisa. Venha embora.

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.