Home      Cultura

Agricultora de Angola troca experiência em Cachoeiro

15.07.2017

 

 

 

Hermenegilda: plantações nas montanhas é o que mais me atraiu (Fotos: Leandro Moreira)

 

Leandro Moreira

 

A conexão entre o Brasil e os países africanos proporcionou mais uma troca de conhecimentos que busca incentivar as duas economias. Desta vez, foi em Cachoeiro de Itapemirim. Hermenegilda Chipulpa, dona da fazenda H na província da Cuanza Sul, no município de Calulo, em Luanda, Angola, conheceu a Cooperativa de Laticínios Selita, a agroindústria em Pedra Lisa e a agricultura familiar em Monte Alegre.

 

“É a 5ª vez que venho ao Brasil. Acompanho pela televisão os programas de agricultura familiar que tem aqui no país. Vim para absorver e aplicar esta experiência em Angola”, disse Hermenegilda, que também visitou outras cidades capixabas.

 

“As plantações nas montanhas é o que mais me atraiu; não temos muita experiência com esse plantio. Vimos grandes sítios, com muita plantação de banana; estou maravilhada”. Ela se dedica à cultura de pimenta vulcão, em área de 12 hectares, com quatro linhas desse alimento: molho de pimenta, ao óleo, granulado e asteca.

 

“Já tivemos grandes perdas por utilizar técnicas equivocadas de plantio, por ouvir opiniões diversas, sem o conhecimento devido. Nesta parceria com o Brasil, vamos fortalecer nossa agricultura e diversificar a economia de Angola”, acredita.

 

Angola enfrentou 27 anos de guerra civil, terminada em 2002. Com isso, o país tenta a sua reconstrução. “A agricultura tem que ser incentivada, valorizada e apoiada em Angola. Sou jovem, força matiz de meu país. Não fiquei de braços cruzados e estou aqui para absorver conhecimento para aplicar na minha propriedade, sem apoio do governo”, falou a fazendeira, que espera inspirar outras pessoas em seu país.

 

Na Selita

 

“Achei muito interessante. Desde o pequeno produtor, aquele que produz 20 litros de leite por dia, a Selita acolhe e valoriza. Há bonificação ao melhor produtor e àquele que produz mais na entressafra. Vou querer implantar tudo o que vi”. A prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim pretende convidá-la a expor seus produtos na próxima edição da Exposul.

 

 

Na Casa do Rei

 

Fã do cantor e compositor Roberto Carlos, Hermenegilda incluiu na agenda de visita a Cachoeiro de Itapemirim sua ida à Casa de Cultura ‘Roberto Carlos’. No registro, ela está acompanhada de Ana Tinoco, pertencente ao movimento das mulheres de Cariacica.

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.