Home      Emprego

Em março, 204 postos de trabalho foram fechados

21.04.2017

 

 

 

Ailton Weller

 

O mês de março encerrou com 204 vagas de emprego extintas em Cachoeiro de Itapemirim. A situação é tão crítica que na quarta-feira houve confusão na entrada de um feirão de empregos e estágios. Era tanta gente que apenas uma das empresas coletou 700 currículos.

 

Com 358 contratações contra 392 demissões, o setor de serviços foi quem mais contribuiu negativamente para o fechamento de postos de trabalho em Cachoeiro de Itapemirim, no mês passado. A indústria de transformação foi a segunda que mais desligou trabalhadores com 361 afastamentos do mercadode trabalho. O saldo final foi de -204 empregos.

 

Na média dos últimos 12 meses, o saldo é negativo em 2.250 vagas a menos(11.398 admissões e 13.648 demissões).

 

Veja no quadro:

 

 

No ES

 

No estado, o saldo fechou o primeiro trimestre do ano com – 794 vagas de trabalho. Já no acumulado do ano, as contrações somaram74.424 contra 76.038 desligamentos. Saldo negativo de 1.614 chances de trabalho.

 

No país

 

Depois de gerar empregos em fevereiro, a economia brasileira voltou a demitir mais do que contratar em março. No mês passado, as demissões superaram as contratações em 63.624 vagas. Os números do emprego divulgados nesta quinta-feira (20) têm como base o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

 

A redução das 63.624 vagas de emprego é resultado de 1.261.332 admissões e de 1.324.956 demissões em março. No acumulado do primeiro trimestre de 2017, o país registrou o fechamento de 64.378 postos de trabalho.

 

Melhora ante março de 2016

 

Apesar do resultado negativo, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou que os dados mostram alguns sinais positivos. Segundo ele, o número de vagas fechadas em março de 2017 foi muito menor do que os de março de 2016, quando o país fechou 118.776 postos de trabalho (na série com ajuste foram 114.522 vagas perdidas). 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.