Home      Geral

Lote de 300 m² à venda por R$ 5 mil em área invadida

20.04.2017

 

 

 

Foto e texto Ronaldo Índio

 

Diversas pessoas invadiram uma área de 15 mil m² no bairro Gilson Carone, em Cachoeiro de Itapemirim, e estão loteando e vendendo. Cerca de 30 famílias já tomaram ‘posse’ e a maioria já iniciou as obras de construção de suas casas em terreno que pertence à prefeitura e à particulares.

 

A invasão iniciou há aproximadamente um mês, conforme denúncias. A reportagem esteve ontem no local e presenciou pessoas brigando na tentativa de conseguir um lugar.

 

A briga, conforme informações de pessoas que não quiseram se identificar, seria porque alguns invasores ‘roçaram’ um lote na intenção de marcar território e foram embora.

 

A equipe de reportagem se deparou com ofertas ‘tentadoras’: um terreno com cerca de 300 m² por R$ 5 mil. Máquinas particulares foram alugadas para abrir as ruas, cavar terreno e até para fazer os buracos onde serão postas as colunas. O valor do serviço é de R$ 100 a hora.

 

 

 

Sem água

 

O local ainda não tem nenhum tipo de benefício, como água, energia e drenagem. Para fazer as construções, um veículo é utilizado para carregar a água.

 

A informação extraoficial é de que toda a área de terra pertencia a um empresário do setor de rochas ornamentais, porém as terras hoje estariam sob a posse da Caixa Econômica Federal.

 

 

Preservação

 

Uma outra área, esta de preservação ambiental, também é invadida e devastada. O local é conhecido como ‘Matinha’ e divide os bairros Agostinho Simonato e Gilson Carone.

 

A informação é que tudo pertence à prefeitura. Pessoas que estavam ontem na área disseram que a Polícia Ambiental esteve nos terrenos e proibiu qualquer tipo de desmatamento ou corte de árvores. Porém, de longe, podia-se ouvir barulhos de motosserras e de árvores caindo.

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.