Home      Geral

Programa que enfrenta violência contra jovens negros é reativado

11.08.2017

 

 

 

No registro, o diretor de projetos na Secretaria Nacional de Juventude, Vitor Otoni; o secretário nacional de Juventude, Assis Filho; o secretário de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo; e a secretária de Ações Afirmativas do MDH, Gabriela

 

O Plano Juventude Viva será reativado nesta sexta-feira (11) em cerimônia que acontece no auditório da Unesco. O projeto visa implementar políticas de prevenção e enfrentamento à violência contra jovens, especialmente negros, pobres e das periferias do Brasil.

 

A reativação do plano ocorre por meio de parceria da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) do Ministério dos Direitos Humanos com a Secretaria Nacional de Juventude.

 

O programa ficou inativo por quatro anos. As ações do Plano Juventude Viva visam a ampliação dos direitos da juventude, a desconstrução da cultura de violência, a transformação de territórios atingidos por altos índices de homicídios e o enfrentamento ao racismo institucional, com sensibilização de agentes públicos para o problema.

 

Em 2014, quando foi criado, o plano priorizava 142 municípios brasileiros, distribuídos em 26 estados e no Distrito Federal, que em 2010 concentravam 70% dos homicídios contra jovens negros. A relação incluía as capitais de todos os estados brasileiros. Eram 11 ministérios envolvidos.

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.