Home      Geral

Rotativo volta cheio de mudanças

A Prefeitura vai lançar edital de licitação para contratar a empresa que irá administrar o estacionamento

12.10.2017

 

 

 

O estacionamento rotativo vai voltar funcionar nas ruas centrais da cidade após ser interrompido por irregularidades na concessão (Foto: Alessandro de Paula)

A Prefeitura de Cachoeiro vai lançar nos próximos dias edital de licitação para contratar a empresa que irá administrar o estacionamento rotativo na cidade. Com a implantação, as motos, que nunca pagaram para usar o rotativo, vão ser tarifadas.

 

As informações sobre o novo sistema foram debatidas na noite desta terça-feira (10) em audiência pública na Escola Zilma Coelho Pinto, bairro Ferroviários, com uma presença popular aquém do esperado, mesmo com boa divulgação na imprensa.

 

Ao todo, o estacionamento rotativo vai disponibilizar 2.186 vagas, sendo 1.767 para carros e 419 para motos.  No início da implantação, serão 775 vagas, sendo 475 para carros e 300 para motos

 

Assim que for implantado, no início de 2018, a cidade será dividida em duas áreas, azul e verde, que terão tarifas diferenciadas. A área azul terá o estacionamento mais caro e restritivo, com menos tempo de tolerância.

 

Motos, por exemplo, vão pagar R$ 0,50 por hora até o limite de duas horas. Se o veículo ultrapassar esse tempo, será cobrada tarifa pós uso de R$ 2,00. O usuário terá 24 horas para quitar o valor ou poderá ser multado.

 

Carros terão tarifa de R$ 2,50 na primeira hora e R$ 1 na hora seguinte até o limite de duas horas, com tarifa pós uso de R$ 10.

 

Já na área verde, as motos também pagarão R$ 0,50, mas por duas horas de estacionamento. Nas horas seguintes será cobrado R$ 0,50 por hora até o limite de quatro horas, com tarifa pós uso de R$ 2.

 

Na mesma área os carros pagarão R$ 2,00 na primeira hora e R$ 1 nas horas seguintes. O limite máximo será de quatro horas, com tarifa total de R$ 5. A tarifa pós uso será de R$ 8.

 

O rotativo prevê a instalação de parquímetros, equipamentos que regulam o tempo de permanência dos veículos nas vagas.

 

O pagamento também pode ser feito diretamente aos agentes que vão trabalhar nas ruas, em lojas credenciadas ou ainda por meio de aplicativo do celular.

 

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Mário Louzada, defendeu que o rotativo dará maior fluidez ao trânsito e trará maior dinamismo à cidade.

 

O presidente da Câmara, Alexandre Bastos, disse que a população aguarda a implantação rápida do rotativo, que irá impedir que um motorista deixe seu carro o dia todo ocupando uma mesma vaga.

 

Para o prefeito Victor Coelho o rotativo implantado em Cachoeiro pode ser referência a outras cidades. “Que a cidade se beneficie do rotativo, que cresça de forma ordeira e organizada”, ressaltou.

 

No sistema apresentado em audiência pública, motos vão pagar R$ 0,50, enquanto automóveis serão tarifados entre R$ 2 e R$ 2,50

Concessão vai durar 10 anos

 

A empresa que ganhar a licitação terá direito a uma concessão sobre a administração do estacionamento rotativo que irá durar 10 anos.

 

“Então o que decidimos aqui agora vai impactar a cidade para os próximos 10 anos. Por isso, o tema foi amplamente debatido”, ressaltou o prefeito Victor Coelho.

 

A empresa terá que pagar taxa mínima de outorga de 20%, podendo aumentar de acordo com a disputa no dia da licitação. Como o faturamento previsto no sistema será de R$ 300 mil mês, a firma deverá destinar R$ 60 mil – ou mais – ao Fundo Municipal de Saúde.

 

Carência de 15 minutos

 

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Mário Louzada, ressaltou que tanto carros como motos terão carência de 15 minutos para usar as vagas sem precisar pagar.

 

O tempo de carência não chegou a ser tratado durante a audiência pública realizada na terça-feira, mas foi confirmado pelo secretário nesta quarta-feira (11).

 

Essa medida atende principalmente as reivindicações de motoboys que alegam fazer paradas rápidas e que estavam preocupados.

 

Ainda, segundo o secretário, o novo sistema também prevê vagas reservadas para deficientes e idosos, conforme prevê a legislação, porém será pago.

 

Moradores terão gratuidade

 

Uma das novidades do novo estacionamento rotativo é que está previsto a disponibilidade de uma vaga gratuita ao morador que residir em um imóvel sem garagem e que esteja situado em local onde é cobrado rotativo.

 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano, Mário Louzada, será disponibilizado um selo para cada imóvel. Esse selo será colado no veículo, que poderá parar em qualquer horário do dia sem pagar.

 

Ele ressaltou, no entanto, que não é previsto mais de um selo. Ou melhor, caso a família possua mais de um carro, deverá ser escolhido qual veículo receberá a gratuidade.

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.