Home      Política

Programa do governo já formou mais de seis mil capixabas

Hartung compara Nossa Bolsa a “Faculdade Estadual” – programa será ampliado em 2018

14.11.2017

 

 

 

Foto: Divulgação

O governador Paulo Hartung (PMDB) comparou o programa Nossa Bolsa com uma faculdade Estadual. Mais de seis mil capixabas já se formaram no Ensino Superior, em um período de 11 anos, e mais três mil cursam graduação com custos pagos pelo governo estadual.

 

“O Nossa Bolsa é a possibilidade dos capixabas, principalmente de famílias mais humildes, poderem acessar o ensino superior. Estamos formando uma verdadeira faculdade Estadual e podendo fornecer as oportunidades para nossos jovens”, destacou Hartung, na última segunda-feira (06), em Vitória, durante o anúncio da ampliação das bolsas de estudos para alunos na rede pública do Estado.

 

Conforme dados da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e sua autarquia, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), em 2017, 888 alunos irão se formar, totalizando a nona turma de graduação. “No nosso País, quanto mais evolução na formação profissional, mais oportunidades de trabalho e renda”, disse o secretário da Secti, Vandinho Leite.

 

No ano de 2018, mil estudantes de Ensino Superior serão contemplados nos cursos presenciais e a distância, também serão ofertadas 100 bolsas para iniciação científica e 25 bolsas de mestrado, totalizando R$ 23,4 milhões em investimentos.

 

Um bolsista pode custar aos cofres do Estado até R$ 160 mil, que equivalem aos alunos de Medicina. Outros cursos como Engenharia Civil chega ao valor de R$ 40 mil, enquanto uma bolsa de Jornalismo gira em torno de R$ 20 mil.

 

Atualmente, 72 municípios capixabas são contemplados. A grande maioria dos universitários está concentrada na Região Metropolitana. Cursos das áreas Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas; Ciências Humanas; Ciências Sociais Aplicadas; Engenharias e Tecnologias, são ofertados em 40 instituições de Ensino Superior.

 

Para o secretário Vandinho Leite, o Nossa Bolsa é uma oportunidade de transformar a vida de alunos do ensino público, provenientes de renda familiar baixa. “O programa é uma forma de não deixar que nossos jovens parem o no Ensino Médio, dando oportunidade de formação superior, iniciação científica e mestrado”, afirmou.

 

Inscrições

 

As inscrições poderão ser feitas no site do Nossa Bolsa Muito Mais (nossabolsa.es.gov.br), a partir do lançamento de editais, que serão disponibilizados no portal na primeira quinzena de dezembro deste ano. A data será divulgada em breve nas redes sociais do programa, da Secti e também da Fapes.

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.