Home      Política

Vereador economiza mais de R$ 65 mil

Esse montante representa mais de 57% do valor devolvido pela Câmara

11.01.2018

 

 

 

Higner Mansur não contratou todos os assessores que poderia (Foto: Arquivo/Fato)

Se a Câmara de Vereadores de Cachoeiro de Itapemirim conseguiu devolver para a prefeitura R$ 113,8 mil dos R$ 13,9 milhões recebidos em 2017, há vereadores que também fizeram sua parte no cuidado com o dinheiro público.

 

O vereador Higner Mansur (PSB), por exemplo, conseguiu economizar mais de R$ 65 mil no ano passado, apenas reduzindo o número de assessores. Esse montante representa mais de 57% do valor devolvido pela Câmara.

 

Pela legislação, ele poderia contratar até sete assessores, mas optou por manter três em seu gabinete, sendo dois advogados e uma escrituraria. Os três juntos representam um gasto mensal de pouco menos de R$ 8 mil.

 

Com isso, sobram mensalmente cerca de R$ 3 mil dos R$ 11 mil da verba de gabinete a que teria direito. Então, somente com a verba de gabinete ele economizou em um ano R$ 39 mil, já que os servidores da Câmara ganham o 13º, assim como todo trabalhador.

 

Além disso, como cada servidor recebe R$ 600 de tíquete alimentação, o vereador evita de gastar mensalmente R$ 2,4 mil com os quatro assessores que deixam de ocupar seu gabinete. Portanto, foram economizados em 2017, R$ 28,8 mil de tíquete alimentação.

 

A reportagem conversou pelo telefone com Mansur, que preferiu não se manifestar sobre o assunto, e apenas disse que tem os três assessores.

 

A Câmara Municipal informou que o recurso devolvido para a prefeitura é resultado de atos de gestão, como por exemplo, a aplicação financeira dos valores recebidos, que rendeu juros, além de sobras do orçamento de 2016 e compensações de INSS.

 

 

 

 

Comentários


(28) 3511-7481

 

es.fato@terra.com.br

redacao@jornalfato.com.br

 

Faça parte de nosso Facebook!

 

© 2016 Jornal Fato. Todos os direitos reservados.