Pai envenenou "leitinho" de criança, afirma polícia - Jornal Fato
Polícia

Pai envenenou "leitinho" de criança, afirma polícia

Ananias ficará detido no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim


A Polícia Civil de Castelo informou que o "leitinho" que o menino de sete anos ingeriu no dia 24 de setembro estava envenenado. O principal suspeito é o pai dele, Ananias Amancio, de 35 anos, que foi preso preventivamente na manhã desta quarta-feira (10), no bairro Vila Barbosa, no município.

Segundo a Polícia Civil, Ananias teria cometido o crime para tentar reatar o relacionamento com a esposa. Ele, inicialmente, negou à polícia que não tinha envenenado o filho, no entanto as investigações apontavam para o crime e ele acabou confessando durante depoimento.

"Após um intenso serviço de investigação, descobrimos que ele teria envenenado seu próprio filho, na esperança de reatar o relacionamento amoroso ", afirmou o titular da DP, delegado Marcelo Meurer Ramos.

Segundo o delegado, no momento da prisão, o suspeito tentou fugir, mas foi capturado pelos policiais. "Inicialmente, o pai da criança negou ter qualquer participação no envenenamento, porém na Delegacia ao ser reinquirido ele confessou o crime", disse.

Ananias ficará detido no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim. O laudo do produto ainda não ficou pronto. 

A criança se recupera bem do envenenamento e não corre risco de morrer.

Comentários

VEJA TAMBÉM...