Circuito dos Imigrantes é reconhecido em Anchieta - Jornal Fato
Turismo

Circuito dos Imigrantes é reconhecido em Anchieta

Poucos sabem, mas Anchieta Município do litoral sul do Espírito Santo, conta com riquíssimo patrimônio cultural italiano


Porto de Cima - Divulgação

Poucos sabem, mas Anchieta Município do litoral sul do Espírito Santo, conta com riquíssimo patrimônio cultural italiano. Para fortalecer suas potencialidades, foi sancionada lei municipal que reconhece o Circuito dos Imigrantes na cidade.

A Lei 1.279, de 12 de abril deste ano, oficializa os atrativos turísticos e empreendimentos ofertantes de serviços turísticos situados nas localidades de Porto de Cima, Morro da Penha, Residencial Martins, Arerá, Baixo Pongal, Córrego da Prata, Dois Irmãos, Alto Pongal e Alto Joeba como integrantes do "Circuito dos Imigrantes", locais onde passaram e se estabeleceram os imigrantes italianos que chegaram em Anchieta no final do século XIX. 

"O objetivo desta Lei é fortalecer o agroturismo local, estimular o engajamento das comunidades no resgate e ensino da história da imigração italiana, na hospitalidade e na compreensão da atividade turística, contribuir para a conscientização e preservação dos patrimônios históricos, culturais e ambientais, além de nortear planos de desenvolvimento de roteiros e promoção da região", afirma o vereador Renato Lorencini, autor do projeto que se tornou lei.

O circuito turístico é marcado por tradições, cultura e gastronomia. Possui infraestrutura de pousadas e hospedagem cama e café. Também oferece lazer, aventura e belas paisagens, como cachoeiras em Alto Joeba, além do mirante, com 330 metros de altitude e vista panorâmica para o mar.

Além disso, há também fábrica de picolé, produção e comercialização de cachaças, massas, biscoitos, bolos, pães caseiros, licores, geleias, defumados, vinhos, mel, confecção de roupas, esculturas em madeira, entre outros.

 

Como chegar: Entrada na BR 101 Sul, acesso no Portal da Imigração.

 

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...